quarta-feira, 6 de abril de 2011

A PROCURA DE UM CORAÇÃO!


O menino Patrick Hora Alves, de 10 anos, ainda não sabe que há duas semanas recebeu um coração artificial. Ele é a primeira criança do país a ter o dispositivo, que fica localizado fora do corpo, segundo o Instituto Nacional de Cardiologia (INC). Segundo os pais da criança, eles ainda não contaram porque Patrick está sem poder se comunicar, no Centro Intensivo de Tratamento do INC, em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio. A família dele é de Jacarepaguá, na Zona Oeste da cidade.

“Ele olha e percebe que tem algo diferente”, disse a mãe, Suely Alves, explicando que o filho deve voltar a falar em no máximo quatro dias.

O coração artificial funciona como uma bomba para ajudar o batimento do coração. Desde 2009 a família sabia que o menino ia precisar de um transplante, mas acreditava que só seria necessário na adolescência. Patrick tem uma miocardia restritiva, doença que leva o coração a perder suas funções, aos poucos.

“Ele pediu que eu arrumasse um coração para ele, se eu ia conseguir um coração para ele. E é nessa luta que eu estou há um ano e oito meses, tentando conseguir um coração para o meu filho, porque eu fiquei sabendo que era só isso que ia manter meu Patrick vivo”, desabafou, emocionado, o pai, Luiz Cláudio Alves.

PRIMEIRO DA FILA

O menino agora aguarda por um transplante de coração. Segundo o Ministério da Saúde, em todo o país há 230 pessoas na fila. O Instituto Nacional de Cardiologia informou que por conta da gravidade do caso de Patrick ele agora é o primeiro da fila no Brasil. No caso de Patrick, por causa de sua idade, além de grupo sanguíneo compatível, o doador também precisa pesar, no máximo, entre 50 kg e 55 kg.

PRAZO DE VALIDADE

Apesar de ser um dispositivo moderno, o coração artificial requer cuidados e o paciente corre risco de infecção. Segundo o cirurgião cardiovascular Andrey Monteiro, que cuida do menino, o aparelho pode durar apenas de três meses a um ano.

“Tenho fé, eu sei que vou conseguir. Eu cheguei até aqui, eu vou continuar lutando”, disse Suely.

Um dos maiores desafios no transplante de coração é o tempo de resistência do órgão. Depois que o coração é captado do doador, o transplante tem que ser realizado em até 4 horas.

Em São Paulo, o número de transplantes deste tipo é bem maior. Em 2009, o estado do Rio realizou 255 transplantes, enquanto que o estado vizinho registrou 1.975 cirurgias desse tipo. No ano passado, foram 300 cirurgias no estado do Rio e 2.328 em São Paulo.

Os motivos que podem explicar o baixo número de transplante no Rio são a dificuldade de manutenção dos doadores e a falta de estrutura para identificar esses possíveis doadores. O coordenador da central estadual de transplante, Eduardo Rocha, informou que o Rio vai adotar um programa igual ao de São Paulo, para agilizar os transplantes.

"Os próprios profissionais de saúde não sabem, às vezes, que basta ligar para 155, o número da nossa central, para comunicar e nós passamos a saber que existe essa pessoa”, disse ele.

Palavra Final...

Fico na torcida pelo pequeno Patrick em sua espera por um coração. Me coloco na situação dos pais, que tenho certeza que estão fazendo de tudo para ajudar o filho. Situação que mistura inúmeros sentimentos como amor, angústia, solidariedade, carinho, tristeza, medo... enfim, torço muito por ele!

(Notícia que li hoje, no site da Globo)

11 comentários:

neli araujo disse...

Oi, Fran!

Seja bem vindo por estas bandas, amigo!

Estou torcendo para que dê tudo certo com o Patrick! Já passamos por um transplante renal aqui em casa, e sabemos todo o sufoco desta situação...

Temos que ter fé!

Belo post!

beijo

Neli

Pelos caminhos da vida. disse...

Se Deus quizer aparecerá um coração para o menino Patrick ele merece viver, brincar, estudar, amar...

Seja bem vindo amigo.

beijooo.

silvania santos disse...

Se tivesse dois um seria dele. Boa postagem como sempre fez! Abraço

PS: Não é só mulheres e mar é que você só viu a última postagem.

tossan® disse...

Rapaz, desculpe, comentei com o e-mail da minha mulher Silvania. Abração

Vivian disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vivian disse...

...ebaaaaaaaaaaaaaaa!!

que felicidade reencontrar
tão nobre alma lá pelas
minhas bandas!!

rsrs

quem é vivo sempre
aparece, né moço?

às vezes ficava pensando:

por onde será que anda o
meu querido pupilo e sua
doce Andréia?

agora sei que estão bem...rsrs

quanto ao Patrick, com certeza
Deus está no comando desta
empreitada, e é claro,
logo logo ele estará
curtindo sua adolescência
com tudo que tem direito.

se houvesse uma conscientização
maior da população para este
nobre ato de doar seus orgãos
depois da morte, com certeza
muitas vidas seriam poupadas
pelo menos por mais alguns
anos.

mas...
um dia, se Deus quiser,
chegaremos lá.

muitos bjs, menino!

deixa bjs tbm pra sua linda!

Isa disse...

Fran,tb torço por esse pequeno ser.
Beijo.
isa.

Andréia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andréia disse...

Bom dia Amor!!

Que Deus abençoe este menino e esta familia e que seje feito o melhor para ambos


Amo você ...

Ativei meu blog de novo viu XD

ex-controlador de tráfego aéreo disse...

Olá Fran,

Rapaz, eu também ando meio ausente da blogsfera.

De qualquer forma, obrigado pela visita e postagem.

Quanto ao Patrick, torço para que consiga um coração.

Um abraço fraterno!!!

Ava disse...

Moço, há quanto tempo!

Saudades de voce....

Beijos!